Revista ‘Rolling Stone’ divulga texto da matéria sobre Adele


Rolling Stone, divulgou um trecho da matéria “The Triumph of Adele“, que está na edição de outubro da revista. A revista deve chegar as bancas americanas na sexta-feira, 12 de outubro.

Quando Adele lançou seu segundo álbum, 21, em Janeiro de 2011, poucas pessoas puderam prever que ele se tornaria o maior sucesso da indústria da música em anos, vendendo aproximadamente 10 milhões de cópias, colocando 6 singles no topo dos charts e vencendo 6 Grammys, incluindo os de Álbum, Gravação e Música do Ano. A nova edição da Rolling Stone, nas bancas Sexta, 12 de Outubro, conta a história não contada da produção do clássico moderno, e inclui entrevistas com o empresário de Adele, Jonathan Dickins, o produtor executivo Rick Rubin, o seu colaborador de composições Ryan Tedder e muitos outros – incluindo fãs como André 3000, Aretha Franklin e até Neil Diamond.

A matéria, escrita pelo editor da Rolling Stone David Browne, também revela como Adele mudou de rumo com o álbum, largando muitas das faixas produzidas por Rick Rubin a favor de antigas e cruas músicas. Aqui está um trecho:

Na primavera de 2010, Adele, Rubin e sua equipe de músicos escolhidos a dedo – incluindo o tecladista James Poyser da banda Roots e o guitarrista Matt Sweeney – se reuniram em um estúdio de Malibu para gravar o novo álbum de Adele. Ao longo de 2 semanas, eles produziram a maioria das canções, incluindo “Someone Like You.” Rindo, conversando e fumando durante os intervalos, Adele se concentrava em seu canto quando chegava a hora de gravar. “Na primeira vez que gravamos ‘Rolling In The Deep’, eu tive que checar pra ter certeza que era realmente ela que eu estava ouvindo em meus fones de ouvido,” diz o antigo guitarrista de Bake, Smokey Hormel, que também faz parte da banda. “Parecia uma gravação assim que saiu da boca dela. Soou tão perfeito. E toda vez que ela voltava para gravar novamente, seu desempenho era ainda melhor. Você pensaria, ‘Mas que diabos!” (Eles também gravaram um cover de “Lovesong”, do The Cure, o qual Rubin havia preparado originalmente para um possível projeto de Barbra Streisand.)

O álbum deveria estar finalizado – mas não estava, ao menos na cabeça de Adele. Ouvindo às músicas de Rubin, ela sentiu que algo estava faltando: o nervo emocional explícito, ouvido nas primeiras versões de “Rolling In The Deep”, “Someone Like You”, “Rumour Has It” e “Set Fire To The Rain”. “É difícil recriar aquela emoção nove meses depois,” diz Epworth. No fim, ela fez uma difícil decisão: descartar a maioria das sessões de gravação de Rubin, usando apenas 4 delas, e as substituindo com takes antigos. “Foi preciso muita coragem,” diz Abbiss, que recebeu uma ligação de Adele após seu trabalho com Rubin. “Ela queria tentar recapturar a simplicidade da primeira vez.” Eles produziram “Take It All” e “Turning Tables” em menos de uma semana, dentro do prazo.

Rubin admite ter ficado um pouco surpreso com a decisão de Adele. “Eu fiquei surpreso porque ela tinha sido tão clara sobre querer soar como se as músicas tivessem vindo de um único canto,” ele diz. “Ela queria ter o espírito de uma banda consistente, então aquilo, de faixa em faixa, iria soar como o mesmo grupo de pessoas em um mesmo local – um álbum unificado. Também entendi que ela vinha ouvindo algumas das demos por um longo tempo, e que quando aquela familirialidade é construida, às vezes isso triunfa sobre tudo.” Rubin compara a situação com sua primeira experiência ao gravar com Johnny Cash. “Nós gravamos demos por um longo período de tempo, então tentei gravar as músicas de várias formas diferentes,” ele relembra daquele álbum, “mas no fim, nós decidimos lançar as demos como parte do álbum.” 21 soa unificado, de qualquer forma: um álbum produzido e arranjado quase que perfeitamente, em transição entre a indignação irritante e a ternura, brilhantes baladas de piano e R&B retrô, tristes batidas e cruas intimidades.

Via: AdeleBR

2 pensamentos sobre “Revista ‘Rolling Stone’ divulga texto da matéria sobre Adele

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s